25 outubro 2021

PMEs e migração digital: desafios.

Por Florinda Pargas Gabaldón.

As PMEs (Pequenas e Médias Empresas) enfrentam grandes desafios e desafios nesta segunda década do século XXI: a migração digital, a globalização dos mercados, o vão de geração e a escassez de talento digital. Sobre isso, estávamos refletindo junto com José Luis Velásquez Frengy Alvarado, ambos empreendedores de sucesso nesses ecossistemas competitivos de empreendedorismo e economias digitais.

Como podemos nos preparar para passar de uma fase de sobrevivência para uma fase de dinamismo e inovação? A Quarta Revolução Industrial e a pandemia como aceleradora dos processos de migração digital, colocam grandes desafios para os pequenos e médios empresários em seu processo de mudança e transformação, rumo à adoção de novas tecnologias e adaptação de processos ágeis e eficientes.

Algumas das reflexões compartilharam, sobre os elementos mais significativos que devem ser levados em consideração, para avançar nesta rota de migração digital:

Confiança e disciplina, para acreditar no nosso projeto e seguir em frente, em meio às adversidades.

Foco estratégico, para não perder o rumo e atingir os objetivos.

Equilíbrio entre tecnologia e humanidade, para nos conectarmos com nossas comunidades e mercados, em meio ao distanciamento social.

Acompanhar o crescimento e fortalecimento de nossos clientes, para crescer junto com eles.

A migração digital veio para ficar. Adaptar nossos modelos de negócios aos desafios das economias digitais é uma prioridade.

Compreender o novo paradigma do Pensamento 4.0, para ativar uma atitude digital, é essencial para iniciar esta migração para cenários e economias digitais. Se você não o vê, ele não existe. Capacidade e abertura para o aprendizado contínuo serão a chave para navegar nessas águas desconhecidas. Aprender com nós mesmos, com nossos sucessos e erros e com os outros. Assumir que estaremos aprendendo constantemente, tanto técnico quanto emocionalmente, com disciplina e perseverança. O líder digital está sempre disposto a arriscar e, portanto, a errar.

O grande desafio desta transição, para os pequenos e médios empresários, bem como para os empreendedores, é assumir uma liderança autêntica, honesta e transparente, a par de uma nova forma de comunicar e introduzir o fator humano nas organizações. Mais tecnologia e humanidade, para conseguir uma migração de sucesso, para os novos cenários digitais, com uma liderança disruptiva, inspiradora e desafiadora.

Se você quiser saber mais sobre esse novo modelo de liderança, convido você a ler meu artigo: Líderes 4.0: inspirador, inovador e desafiador.

Convido-vos a desfrutar do encontro que tive com os meus amigos José Luis Velásquez e Frengy Alvarado. Lembre-se de se inscrever no meu canal no YouTube.

Florinda Pargas Gabaldón

Compartir:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Comentarios:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *