25 outubro 2021

Nós e a Internet

Por Héctor Carrillo.

Lembro que, quando criança, era raro ver pessoas com um computador desktop em casa, muito menos um laptop. Todas essas ferramentas pareciam sonhos de um futuro muito distante. Porém, lembro que, em pouco tempo, o que parecia ficção tornou-se realidade. Tínhamos nosso primeiro computador em casa, claro que era compartilhado por cada uma das pessoas da minha casa, aliás, sem acesso à Internet.

Somos uma geração que viveu uma transição de grande impacto, para a qual o trabalho escolar não dependia da Internet. Lembro-me bem das torres de CDs com programas, como por exemplo a enciclopédia Encarta 98. Estou falando há 23 anos, quando podíamos passar horas usando o computador sem ficar entediados. Ainda me lembro como a Encarta falou conosco quando clicamos na opção de ditado! (O que torna tudo isso nostálgico).

É impressionante como hoje dependemos da Internet. Se a internet “cai”, muitos de nós nos levantamos e tentamos fazer outras coisas para que o tempo passe rápido enquanto “a internet volta”. Sem perceber, nos tornamos usuários dependentes da Internet e da tecnologia, mas eu pergunto uma coisa: isso é realmente um problema para nós? É muito comum ouvir outras pessoas, não apenas pessoas mais velhas, mas todo tipo de pessoa dizer: “Ei, saia desse computador! Saia e compartilhe com pessoas reais! ” Meu ponto de vista é o oposto.

Hoje, como profissional, muito do que sei devo ao meu computador e à Internet. Para aqueles que me dizem para sair e compartilhar com pessoas reais, eu digo o seguinte: Você sabia que através da Internet (especialmente fórum) eu compartilhei com milhares de pessoas reais e aprendi muito do que faço hoje em dia? O verdadeiro problema não é a Internet, mas sim o uso que dela fazemos porque, tal como no “mundo real”, também existem caminhos bons, maus e de lazer na Internet. A diferença está no caminho que você escolhe e principalmente em como você decide investir seu tempo nele.

Existem muitas pessoas educadas e profissionais que nos dizem: “Converse com estranhos, faça novos amigos.” Acho que a frase apropriada, para esta nova era em que vivemos, seria: conecte-se com estranhos, adicione novas pessoas ao seu círculo, faça videoconferências com amigos e estranhos. Toda essa troca de informações vai te deixar mais forte e acima de tudo vai te deixar uma pessoa mais preparada para todas essas mudanças que vivenciamos a cada dia. E sem falar na pandemia, porque o que está acontecendo ia acontecer da mesma forma, só que a pandemia acelerou e os mais afetados foram aqueles que se recusaram a se adaptar a essa nova era digital.

Caso vocês não saibam, de acordo com estudos da GSMA Intelligence DATA e Ericsson Mobility Report Data, mais de 65% da população mundial possui smartphone. Eu pessoalmente tenho visto como tem gente que não tem mais computador pessoal (parece que voltamos aos dias da Encarta 98), pois hoje nossos smartphones são nossos computadores, já que a maioria das atividades que fazíamos nos computadores agora nós fazemos em nossos smartphones.

Outro exemplo bastante relevante é o México, segundo o Instituto Nacional de Estatística e Geografia (INEGI) em 2019 95,3% da população acessou a Internet por meio de smartphones, 33,2% por meio de laptops e apenas 28,9% por meio de computadores, claro, levando em consideração que a mesma pessoa pode acessá-lo de todas as três formas. Todos esses dados nos mostram que a presença do ser humano na Internet aumenta dia a dia, mesmo grande parte do nosso trabalho, como enviar e-mails, enviar informações para redes sociais, entre outras atividades, fazemos a partir de nossos smartphones.

Graças a toda essa trajetória de aprendizado, neste novo mundo, tive a oportunidade de compartilhar com grandes amigos, colegas e aliados profissionais, o que tem me oferecido uma grande variedade de oportunidades. Para este ano de 2021, tomei a iniciativa de desenvolver um Ecossistema Tecnológico chamado ZUBOX. Esse ecossistema é formado por grandes profissionais, atualmente somos cinco pessoas na equipe, mas não tenho dúvidas de que esse número crescerá exponencialmente como a Internet.

A ideia desta grande iniciativa ZUBOX é conseguir um apoio estratégico para empresas e empreendedores nesta nova era digital, para quem este caminho tem sido tão difícil de digerir e compreender. Nossa abordagem é trazer, compartilhar e acompanhar os processos de mudança e transformação digital, com informação, tecnologia e marketing.

Por fim, gostaria de sugerir o seguinte: aproveite o tempo que você investe no smartphone ou computador, o lazer não é ruim porque nos ajuda a manter o corpo e a mente equilibrados, mas lembre-se também que tudo em excesso é ruim, então gaste pelo menos um 75% do seu tempo na Internet em coisas produtivas, em coisas que você não conhece e também compartilha, por meio de videoconferências, com aquelas pessoas que estão dispostas a trocar informações. Seja curioso e nunca deixe que frases comuns duvidem de sua inteligência.

Se este assunto lhe interessa ou deseja saber mais sobre a iniciativa ZUBOX, entre em contato comigo, estou aberto para ouvir, compartilhar e comentar.

Héctor Carrillo

ZUBOX

Compartir:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Comentarios:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *