12 outubro 2021

Educação 4.0

Por Florinda Pargas Gabaldón.

O caminho para desenvolver o Talento 4.0 exigido pelas Empresas 4.0

Não é tecnologia, são pessoas que são a chave para a Indústria 4.0. A tecnologia é apenas o catalisador desta Quarta Revolução Industrial que só pode ser realizada com as pessoas e agregando valor aos seus talentos. Assim, a Indústria 4.0 precisa do Talent 4.0. e,portanto, é tão importante alinhar a gestão de talentos com a estratégia de transformação digital das empresas de uma perspectiva global e multidimensional, atendendo tanto ao seu estímulo quanto à sua atração e desenvolvimento.

O Talento 4.0 é, portanto, uma aptidão poliédrica ou competência que não é exclusivamente reduzida a uma alta capacidade ou competência intelectual nas áreas de STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), mas também inclui atitude digital, paixão pela mudança, aprendizado autônomo e resiliência.

A chave para a educação 4.0 é a aprendizagem inovadora, disruptiva e personalizada– flexível, auto-acelerada e baseada na análise de dados. Os desafios mais complexos da educação 4.0 têm a ver com as pessoas que têm que gerenciar essa mudança:

  •  A mudança das práticas, processos, metodologias e cultura dos centros educacionais, universidades e administrações públicas.
  • A formação e transformação de professores e equipes de gestão.
  • O estímulo, atração e desenvolvimento do talento dos professores, em novas funções de facilitador, aprendiz e professor, que devem viabilizar esse novo modelo educacional.

Disrupção educacional, para fechar lacunas e enfrentar os desafios da Quarta Revolução Industrial

A educação faz parte das transmissões culturais de todos os grupos humanos, portanto todos os grupos são portadores de uma cultura particular. A educação é o aperfeiçoamento intencional de poderes humanos específicos (García Hoz, 1963), a educação é, portanto, uma necessidade cultural.

Hoje estamos diante do advento de uma nova transformação cultural planetária, entendida como a sociedade global do conhecimento, da humanidade aumentada e da inteligência coletiva. Esse impacto está se tornando presente na situação pandêmica global pela qual estamos passando, cujo núcleo de impacto está se desenvolvendo nos sistemas de treinamento, educação e comunicação nos quais fomos gradualmente imbuídos e nos envolvendo.

O desenvolvimento tecnológico desempenha um papel estelar (inteligente), através de computadores e dispositivos móveis, meios pelos quais estão sendo desenvolvidas inteligências dinâmicas, cujo treinamento cognitivo é processamento acelerado e conteúdo, o que o torna hiper textual,que também fortalece e coloca em jogo as múltiplas inteligências.

É realmente um duplo compromisso ser e atuar como educador nesta Era Digital de M-Learning, cuja síntese é: a busca constante e permanente de pessoas, que acessam um mega universo de informação e conteúdo, que também inclui jogos digitais, daí a didática baseada em tais jogos (GAMIFICATION) foram desenvolvidas. A complexidade dessa realidade cultural tem dois eixos em que é apoiada: ciência e cultura, que devem ser direcionados através dos mediadores da aprendizagem nesta sociedade global de hiperindesidade. Sociedade 4.0, precisa de Educação 4.0.

A sociedade do conhecimento em que já estamos navegando impactou todos os cenários do cotidiano. As inovações digitais nos impulsionam a reinventar os sistemas de educação e educação. Inovação educacional por meio de pacotes educacionais em formatos de mídia online, offline ou tradicionais; Rádio, documentos escritos e televisão devem responder às demandas atuais. Acreditamos que este é um momento oportuno e favorável para introduzir mudanças e transformações educacionais digitais. Sobretudo, quando não há dúvida de que computadores e dispositivos móveis vêm transformando progressivamente a concepção de espaços educacionais, atores educacionais e até mesmo a concepção de trabalho, então devemos nos perguntar: será queeducadores (professores, professores e instrutores) farão parte do teletrabalho? A inovação cultural da Indústria 4.0, inclui-as também?

A Quarta Revolução Industrial traz consigo inovação e mudanças sociais e culturais, que trarão mudanças em nossas abordagens para a educação. A educação 4.0, vem do acumulado histórico de: ensino 1.0, ensino bidirecional 2.0, aprendizagem autodirecionária 3.0, para continuar com um modelo educacional focado em competências (Educação 4.0).

Os sistemas Education 4.0 serão focados na aprendizagem baseada em projetos, no trabalho colaborativo e no uso de tecnologias. A cooperação entre alunos e professores será fundamental para o desenvolvimento de sistemas bem-sucedidos, o que se traduzirá em inteligência: analítico-criativo e prático. A comunicação (hiper textual) será o veículo de aprendizagem, cujos propósitos são o desenvolvimento de múltiplas inteligências. O desenvolvimento do brincar e da criatividade como base do aprendizado amoroso do qual Humberto Maturana fala, será fundamental. Os aprendizados serão focados nos processos e competências (Aprendizagem de Competência), que é orientado para a resolução de problemas, desta forma promoveremos o pensamento estratégico e a aprendizagem ativa.

Os educadores 4.0 têm um grande desafio pela frente, que devem realizar de forma bimodal; consideram as formas elementares da educação humana e os novos avanços e propostas de tecnologias educacionais (Inteligência Digital). O treinamento contínuo será fundamental para continuar ao longo dos caminhos do sucesso profissional, fazer parte da aprendizagem móvel(M-Learning)e do treinamento cognitivo contínuo para desenvolver de forma contínua e permanente: As competências, habilidades e habilidades necessárias para enfrentar tal desafio, de tal forma que: continuar e persistir será seu emblema profissional.

E, acima de tudo: eles devem desencadear processoscognitivos (Desing Thinking) em que colocam em jogo: empathizar, definir, elaborar, protótipo e testar. Processo necessário para poder implantar uma Educação 4.0 que terá como eixo de ação: Raciocínio, planejamento, resolução de problemas, pensamento abstrato, compreensão de ideias complexas e aprendizado rápido e sobre experiência.

Florinda Pargas Gabaldón

Compartir:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Comentarios:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Te puede interesar: